http://youtu.be/8ZSe04a4ugM

FEITA PRA MIM

sábado, 27 de agosto de 2011

ELE É TUDO NA MINHA VIDA




ELEGANCIA DE COMPORTAMENTO




Existe uma coisa difícil de ser ensinada e que, talvez por isso, esteja cada vez mais rara: a elegância do comportamento. É um dom que vai muito além do uso correto dos talheres e que abrange bem mais do que dizer um simples obrigado diante de uma gentileza.É a elegância que nos acompanha da primeira hora da manhã até a hora de dormir e que se manifesta nas situações mais prosaicas, quando não há festa alguma nem fotógrafos por perto.É uma elegância desobrigada. É possível detectá-la nas pessoas que elogiam mais do que criticam. Nas pessoas que escutam mais do que falam.E quando falam, passam longe da fofoca, das maldades ampliadas no boca a boca. É possível detectá-las nas pessoas que não usam um tom superior de voz.Nas pessoas que evitam assuntos constrangedores porque não sentem prazer em humilhar os outros. É possível detectá-la em pessoas pontuais. Elegante é quem demonstra interesse por assuntos que desconhece, é quem cumpre o que promete e, ao receber uma ligação, não recomenda à secretária que pergunte antes quem está falando e só depois manda dizer se está ou não está.É elegante não ficar espaçoso demais.É elegante não mudar seu estilo apenas para se adaptar ao de outro.É muito elegante não falar de dinheiro em bate-papos informais.É elegante retribuir carinho e solidariedade.Sobrenome, jóias, e nariz empinado não substituem a elegância do gesto.Não há livro que ensine alguém a ter uma visão generosa do mundo, a estar nele de uma forma não arrogante.Pode-se tentar capturar esta delicadeza natural através da observação, mas tentar imitá-la é improdutivo.
Educação enferruja por falta de uso.

"LEMBRE-SE de que colheremos, infalivelmente aquilo que houvermos semeado. Se estamos sofrendo, é porque estamos colhendo os frutos amargos das sementeiras errôneas. Fique alerta quanto ao momento presente. Plante apenas sementes de sinceridade e de amor, para colher amanhã os frutos doces da alegria e da felicidade. Cada um colhe, exatamente, aquilo que plantou."

IZILDA ARIEL

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

NAMORAR DEPOIS DOS CINQUENTA......ESSA É PRA MIM MESMA.....






NAMORAR DEPOIS DOS CINQÜENTA...



Em nossa idade, depois do meio século, o amor já percorreu estradas,
dobrou esquinas e optou em encruzilhadas...

Já errou, já acertou, já deslizou,
já se arrependeu e, inevitavelmente,
o tempo se foi.

Viveu-se o amor, perdeu-se o amor, alguns pelas mãos de Deus, outros pelo enfraquecimento do viver a dois.

Hoje o nosso olhar em direção ao amor continua mais lindo,
pois na longa caminhada dos sentimentos, aprendemos a somar,
a dividir e a multiplicar, sem chances de diminuir no conhecimento
do sentimento do amor .

O amor maduro chega de mansinho e se aloja em nossa vida, sem tempo
para acabar.

O caminhar a dois é mais sereno, a cumplicidade existe, o carinho é mais
espontâneo, não nos inibimos diante do querer, a sintonia é completa e
as lembranças são depositadas no álbum das saudades, que guardamos,
de um tempo que não volta mais .

Namorar na nossa idade é carregar a ternura no olhar.
O brilho é mais intenso, a vontade de acertar é mais forte.

A construção do caminhar a dois é a soma do querer, é o encontro de duas almas aplaudidas por dois corações que dividem a emoção de amar.

As pequeninas atitudes, os gestos e os detalhes são os alimentos que
sustentam este amor.

Viver a dois é a alegria da companhia, do chamego dengoso, dos beijos
ainda calientes, dos insinuantes olhares quando o desejo se manifesta e
a promessa no olhar de que em todo amanhecer, será o mais belo bom
dia entre dois seres que
encontraram o amor !

Amar nunca é demais.
Feliz daquele que tem um enorme coração, capaz de amar, amar, amar e acima de tudo saber ser amado...
Faça o dia, a tarde, a noite do seu bem ser memorável.

IZILDA ARIEL


RENASCER



De repente havia mais brilho em tudo, como se
o mundo houvesse sido pintado de cores especiais, e em cada esquina havia um tesouro a ser descoberto, eu estava com você, é como mágica tudo era perfeito, cheio de harmonia, havia em mim uma leveza sutil, um encantamento novo, como um novo despertar
e cada vez que te olhava nos olhos me aprofundava mais e mais neste mundo fascinante que você me dava,
como um presente, uma dádiva que poucos conhecem...

Havia sempre um aroma morno e doce no ar,
como se todo o universo conspirasse essa liberdade louca de se deixar levar pelo amor, e me entreguei de corpo e alma neste sentimento sem medo do que o amanhã me roubasse estes momentos pois haveria sempre uma história a mais e juntos inventariamos a
cada dia a um novo motivo de ser feliz, e seu sorriso me envolvia como a chuva serena que vai invadindo a terra dando-lhe frescor depois de um dia ensolarado, tantas são as razões que me prendem a você.

E hoje me vejo só, já não há espaço dentro de você para o meu amor, sinto o coração apertado como um pássaro ferido sem perspectivas de alçar vôo novamente, como se a vida já não me pertencesse mais, gostaria de gritar-lhe a minha angústia, que sua mão tocasse essa dor que me corrói e quem sabe assim trazer algum alívio para minhas feridas, mas tudo que
vejo é o vazio, todos os meus sentidos só entendem sua ausência, me diga onde você está, em que tempo nos perdemos, me devolva a magia de fantasiar e viver a vida
como um sonho, me diga como reaprender a sorrir, como caminhar sem você ao meu lado,
me diga simplesmente como renascer sem você....

IZILDA ARIEL.

O QUE NÃO É AMOR......






(Augusto Schimanski)


Já falou-se tanto em amor, amizade e paixão,
mas não se fala do que não é amor.

Se você precisa de alguém para ser feliz,
isso não é amor.
É carência!

Se você tem ciúme, insegurança e faz qualquer coisa para conservar alguém ao seu lado, mesmo sabendo que não é amado e ainda diz que confia nessa pessoa, mas não nos outros, que lhe parecem todos rivais,
isso não é amor.
É falta de amor próprio!

Se você acredita que " ruim com ela(e), pior sem ela(e) ", e sua vida fica vazia sem essa pessoa, não consegue se imaginar sozinho(a) e mantém um relacionamento que já acabou só porque não tem vida própria - existe em função do outro -
isso não é amor.
É dependência!

Se você acha que o ser amado lhe pertence,
sente-se dono (a) e senhor(a) de sua vida e de seu corpo, não lhe dá o direito de se expressar, de ter escolhas, só para afirmar seu domínio,
isso não é amor.
É egoísmo!

Se você não sente desejo, não se realiza sexualmente, prefere nem ter relações sexuais com essa pessoa, porém sente algum prazer em estar ao lado dela,
isso não é amor.
É amizade!

Se vocês discutem por qualquer motivo,
morrem de ciúmes um do outro e brigam por qualquer coisa, nem sempre fazem os mesmos planos, discordam em diversas situações,
não gostam de fazer as mesmas coisas
ou ir aos mesmos lugares,
mas sexualmente combinam perfeitamente,
isso não é amor.
É desejo!

Se seu coração palpita mais forte,
o suor torna-se intenso, sua temperatura sobe
e desce vertiginosamente,
apenas em pensar na outra pessoa,
isso não é amor.
É paixão!

Agora, sabendo o que não é amor,
fica mais fácil analisar,
verificar o que está acontecendo
e procurar resolver a situação
ou se programar para atrair alguém por quem sinta carinho e desejo, que sinta o mesmo por você, para que possam construir um relacionamento equilibrado.
Aí sim, este é o Verdadeiro e Eterno Amor!

Meu pai me disse um dia:
"Filho... você terá três tipos de pessoa
na sua vida:

- Um amigo, aquela pessoa que você terá sempre em grande estima, que você sabe que poderá contar sempre; que bastará você insinuar que está precisando de ajuda e a ajuda está sendo dada;
- Uma amante, aquela pessoa que faz o seu coração pulsar; que fará com que você flutue e nada importará quando vocês estiverem juntos;
- Uma paixão, aquela pessoa que você amará, desejará incondicionalmente, às vezes nem lhe importando se ela lhe quer ou não, e talvez ela nem fique sabendo disso.

Mas, se você conseguir reunir essa três pessoas numa só - pode ter certeza meu filho:
- Você encontrou a Felicidade."

IZILDA ARIEL....BEIJO